segunda-feira, 10 de setembro de 2012

História de crente pra crente



Ser crente eis que te digo:

Crente nada mais é do que aceitar a Jesus como seu único e suficiente salvador. É importante declarar isso para que todos saibam. É viver o que se ler na bíblia. Quando alguém decide tomar este passo, certamente haverá mudanças no âmago da alma, uma coisa íntima, indissiocrática, cônscio de que precisa de Deus.

E... Tudo na minha vida foi escrita pelo dedo de Deus e exatamente por isso que não deixo de agradecer a Ele em tudo, situações boas ou ruins (Eclesiastes 3). Posso ter tatuado no corpo uma feição bonita, provocante, mas isso diz pouco sobre mim - de certo minhas energias são gastas com coisas boas, cantando, queimando a pestana por aqui e ali. Por acaso posso controlar os olhos dos maus? Por acaso posso mudar a mente impura de alguém? Ou daquela mulher sem amor-próprio? Daquela desocupada que ao invés de se retratatar prefere sua pequenez? Humildade já! Amor aos irmãos!  Ação. Comunhão! Cadê? Se vocês não falam com os pequenos acham que os verão no céu? O céu não é pra vocês!

Acho interessante alguns fazem questão de estarem nas fotos com expressões forçadas de amor, de adoração, com a maozinha pro alto e de lá de cima até de câmera lenta pra não perder nenhuma frase afiada e dizerem: Quem são vocês? Como se toda vez tivéssemos que provar quem somos a eles. Somente a Deus a gente deve olhar, permanecer por amor da esplanação da palavra. E só a ele agradar, só a Ele temer e servi. Captar os passos do Filho imitar-los e se agarrar ao Espírito Santo nosso Consolador.

Ler a bíblia é aprender a viver melhor. E assim, nós não teremos que perder tempo em miudezas das quais não depende da gente em resolver e sim da parte maior, da parte de Deus. Devemos pensar nas coisas que são do alto, ser dependente do Pai. Deus fala conosco procure ouvir que Ele fala contigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário