quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Trocando ideia com o autoconhecimento



Não desafio o equilíbrio da minha sanidade, mas do jeito que a vida me pega não sei se acordei pra vida ou cair de vez no mundo feito em um minuto - em que poucos visitam. 

Ando preocupada desocupando espaços de dentro. Eternizando o que vale muito e trocando às vezes o pouco em um lugar qualquer por punhados de paz e sutileza dessas que a gente precisa ter pra não explodir na cara de homens idiotas.

Presa na discrição de um ou no distúrbio de outros - fato ainda não mastigado pelos meus neurônios. Fiz muitos estragos na minha pessoa, ouvindo o que é certo, o que devo fazer, adotando às vezes o modelo que em geral se submetem.

Na verdade o que eu quero: Dói, não consigo escrever e nem confessar. A única certeza é que meus objetivos não mudaram e alcança-los ainda pode ser uma questão de tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário