sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Arde mais uma vez



Lembranças encarnadas daquele fim de dia que era pra ser feliz. Você chegou daquele jeito malemolente, deu boa noite e sorriu. Eu estava com meus cabelos ainda molhados daquela chuva pouca e você estava um tanto solto e foi ao banheiro, levantou as sobrancelhas, passou os dedos no bigode e fitou como não se conhecesse mais, nessa noite você sumiu, não perguntou mais o que eu pensava - você e suas curiosidades absurdas - e foi embora assim desse jeito de não volto tão cedo. Era pra ser um fim de tarde com cheiro de chuva, agasalho e tapete. Liguei e suas pessoas disseram que o "Esquisito não veio" e, já analisei todas as hipóteses e eu não sei o que pensar mais. Meu corpo começa a ferver, saindo desse estado frio que eu inventei em refúgio, começo a expelir palavras de socorro e de sentimentos que você nunca viu em mim, penso a todo momento: Eu não sei mais ficar sem você. E torço pra que onde você esteja, possa me ouvir. Volte e Faz arder meu coração de novo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário