sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Felicidade, com certeza não estar em qualquer esquina

O que você tem feito para ser feliz?

Não importa se a resposta vem na semana que vem. Se seus olhos já não acompanham uma pessoa. Se teu caminho foi interrompido. Se sua sorte partiu. Se seu nome não mais lhe convém. Agora se deixe e faça o que é realmente importante.

O que você tem feito para ser feliz?

Já se perdeu por um pouco de alegria? Já saiu sem compromisso de volta? Pratique o adeus quando não houver respostas, não lamente. Cuide da sua saúde.

Resolva as pendências.

Faça o que ainda te pertuba em sonhos, em tiques, em pensamentos soltos atrevidos em  falas distorcidas, em encantos silênciosos que perfuram o coração; em encantos torpes numa gargalhada nervosa de braços soltos. Seja o que têm te feito assim.

Eu ainda não fiz tudo. Não marquei data para começos, não descobrir todas as possibilidades, não ousei algumas, nem almejei o muito dos outros; não espero para não reclamar. Eu sei que nada é mais uma vez. Momentos.

Em quê nos tornamos? Não tenho as respostas do mundo, mas isto nos faz maiores do que antes, o fato é Tentar.

Como será da próxima vez?

E hoje eu preciso dizer como é bom amar. Que eu preciso de mais doses de suspiro seu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário