terça-feira, 19 de outubro de 2010

Falhas ou fantasmas?



Hoje amanheci com o rosto molhado, com dores no peito. Não dormir, ninguém dormiu. Tudo que eu tinha era um inferno acionado, uma farsa de mim.

Tudo que eu sei que tudo deveria estar bem, mas não está. Não consigo mais continuar, não consigo pensar por causa de uma enorme dor na garganta, que não cessa.

Estou apelando pra que seja uma falha. Porque a gente se entende. Resolver é muito simples, hoje ou amanhã tanto faz. A gente muda o tempo. Seremos o tempo se preciso for. Mas se não for, se não for. Eu já nem sei mais. Não vou ficar bem, pelo menos não, tão cedo não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário