segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Uma nova cor



Estou a poucos quilômetros da liberdade. Cheia de Pregos! Talvez. E que no fim do dia um copo cheio de distúrbia equivalente ao que se vale viver. Posso dizer que estou alcançando a felicidade.

Já busquei outros planos. Já me arrisquei em apostas insanas, que nascem em fim de tarde em cantos do cérebro já cheio de desligamentos em massa. Que mais parecem oportunidades para meu fim. Precisamente sem embaraço, estive em tentativas sem sucesso.

Pareço triste, pareço longe. Meu único mau é a distância. Que me traz dores nos pontinhos do início das costas. Estou em um estado extremamente resumido de mim. Meu refúgio é um sorriso fácil de conhecida, uma amiga.

Mas me acerto em algum pensamento no dia, sempre peço proteção e visão de mundo, ao Senhor do Universo.

Logo tudo se encaixa, sem desespero. 

Não é conto, é algo bom da realidade. Eu só quero estar junto, sempre que for possível, sempre. 

Este é meu coração em 10 a 0 pra razão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário