domingo, 23 de maio de 2010

Por que Deus não quer me dar um carro?

Durante um tempo me gabei que era um salva-vidas, percebi que estava mais era sendo uma babaca.

Bom... Me perguntaram porque sou assim, cheia de forças.

Nem quis responder, mas comentei o seguinte:

Quando pego uma moto, a sensação de liberdade é imensa, acelero até me satisfazer, sentir o vento batendo, correr e correr.

Entro num racha, com o relógio, tenho apenas um público, é pequeno e torce pra eu chegar viva.

Poderia passar um porco, uma pedra, um indivíduo azarado na frente ou sei lá, o cúmulo é que sei, mas não tenho o controle.

Até hoje nunca morri! Grande né!?

Tantos morrem por uma quase queda, um raio do nada e eu fico como uma pancadinha de pedra.

Deus não da benção quando não estamos preparados.

Deus até quer abençoar, mas como? Se eu ganhar um carro, como é que vai ser?

Aí, eu vou morrer!

Não é o bastante ter consciência disso, não funciona comigo.

Nessas corridas possa eu encontrar juízo e mais algumas coisinhas que entre em contraponto e eu fique bem.

Então Deus, vou cobrar o carro! Ah! E aquele moço que só escreve, escreve e escreve... ou não.

Vou deixar escreverem por mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário